#SOMOS TODAS GOVERNADORAS DE GAZA

imagesO cenário político em Moçambique lembra-nos muito o “chapa”[1] na cidade de Maputo. É governado e fiscalizados por indivíduos do sexo masculino e as mulheres servem apenas como passageiras, quase sempre importunas por não se adequarem devidamente a frenética e abarrotada corrida que antecipa a entrada neste transporte. Isso, não é novidade para ninguém. Somos percebidas como “aquelas que vão na boleia” ocupando espaços políticos não merecidos só para fazer de capa positiva para uma agenda internacional: a equidade de género. Mas, quando o machismo dissimulado dá lugar para a falta de respeito, o “chapa” se transforma no “my love”[2] e na política, as mulheres passam de um incômodo para ser um objecto!

Gov-Gaza-400x275É desta forma que, agentes do patriarcado se dirigiram para com Stella da Graça Pinto, a recém  Governadora da Província de Gaza. Como forma de contestar a sua nomeação foi feito uso deliberado e maquiavélico da democratização dos meios de comunicação para veicular videos e imagens algumas visivelmente clonadas, onde é exposta a imagem de uma mulher nua e em posição sexual que caluniosamente é apontada como sendo a referida Governadora. Constatou-se que, o objectivo incoerente de tal contra-campanha seria então, provar a falta de competência e moral da Governadora para dirigir a Província. Tudo isto, senhoras e senhores deve-se ao simples facto de a  nomeada Governadora ser mulher e principalmente por ser jovem, uma vez que, a Província de Gaza tem sido governada exclusivamente por homens desde a proclamação da independência nacional a Junho de 1975. É, portanto, uma clara acção para reforçar e prepetuar o esteriótipo de que as mulheres são naturalmente incapacitadas para ocupar posições de decisão e acedem a qualquer emprego ou cargo de poder a partir de favores sexuais . Crime cibernético, calúnia e difamação, no final o que se questiona mesmo é a integridade de quem praticou.

Posto isto, questionamos os meios utilizados para comprovar a incompetência da Governadora. Mas desde quando é que competência e honra de um indivíduo  se classifica apartir de sua sexualidade?! Se assim for, porque motivo nunca houveram testes de competências idênticos aplicados aos homens que são parte do cenário político deste país? Estamos cépticas em relação ao real carácter de uma sociedade que rejeite a eleição de uma representante de dois segmentos (mulher e juventude) que constituem a maioria populacional neste País. E que ainda por cima, foram sendo excluídos dos processos de decisão durante longos anos. Assim, consideramos imperioso que seja colocada à mão na consciência e se pare com actos desta natureza para que não seja preciso que se exigija uma prova pública de maturidade e coerência.

chapaNão nos intimidaremos e seguiremos reforçando nossas competências para aceder aos cargos políticos com base em mérito e confiança sem que a nossa moral seja questionada e nossa sexualidade seja o mote de representação pública. A rejeição da jovem Governadora Stella Zeca representa uma flagrante desvalorização de toda a força feminina jovem deste País. As competências de liderança devem ser postas a prova em exercício dos cargos pelos quais os (as) dirigentes foram /são nomeados e não através de artifícios machistas e retrógrados que em nada se coadunam com a perspectiva de direitos humanos e da igualdade de género de que exigimos e a lei mãe desta pátria apregoa. Não mudaremos de sexo nem esperaremos mais tempo para agir, exigimos o nosso espaço na condução dos destinos do país AGORA. Porque existimos, somos parte e temos opiniões e contribuições a fazer. A nossa participação na sociedade não pode ser resumida a de objecto doméstico e sexual.

Nenhuma cultura está acima dos Direitos Humanos.

Somos mulheres sim, somos jovens sim e vamos dirigir!

[1] Nome designado ao que seria o transporte público em Moçambique, se não fosse uma agressão aos direitos das (os) cidadãos;

[2] Nome designado ao que seria transporte público complementar no mesmo País, se as mulheres não fossem nele sexualmente objectizadas;

Anúncios

8 thoughts on “#SOMOS TODAS GOVERNADORAS DE GAZA

  1. Artgo mui bem redigido embora venha um pouco tarde. Entretanto, para surtir os devidos efeitos, sugiro que seja publicado nos jornais de maior circulação em Moçambique! Grata.

    Gostar

  2. O mundo negro esta presente entre nos, a criar e idializar fantochadas. o homem que publicou as imagens ja nao existe pois, teve a auto-condenacao o lugar dele e no inferno. Nos mulheres somos e seremos sempre mulheres fortes para discutir qualquer que seja o lugar temos o direito e copetencias. Se temos o mundo e graças a mulher.

    Gostar

  3. Concordo com o que foi dito e coloco a minha assinatura por baixo, tudo o que aconteceu era mesmo para mostrar a incopetencia da governadora mas simplesmente por ser mulher, e acharem eles os machanganas que nao podem ser governados por mulheres. Temos ainda muito trabalho por fazer nos as mulheres neste nosso belo pais.

    Gostar

  4. Muito obriagada a todas e a todos pelos comentários. Não fazem ideia da satisfação que é abrir a página e ver todo este apoio. Que supresa boa! Os vossos comentários servirão de incentivo para que continuemos a lutar por uma sociedade livre de preconceitos. Um obrigado particular ao pessoal do Global voices por ter ajudado a que a nossa voz chegasse mais longe… 🙂 Obrigadíssima

    Gostar

  5. Infelizmente esta é a realidade do nosso país, sinto que por mais que apreguemos a necessidade da emancipação das mulheres, para muitos fazem-no somente na esteira do discurso. Homens e Mulheres da nossa patria amada. É chegada a hora de superarmos nossos preconceitos, rasgarmos os nossos laços com o passado e reconhecer que não faz sentido que um país onde a maioria são mulheres e jovens, estes continuam privados da maior parte das oportunidades e relegados para o segundo plano.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s